Implantação das primeiras Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas e Redução da Vulnerabilidade (URADs) em Poço Redondo

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

SECRETARIA DE EXTRATIVISMO E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL (SEDR)

DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL E COMBATE À DESERTIFICAÇÃO (DRSD)

 

Agenda do MMA: Implantação das primeiras Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas e Redução da Vulnerabilidade (URADs) em Sergipe.

O Ministério do Meio Ambiente sob a coordenação do Diretor do Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável e Combate à Desertificação (Valdemar Rodrigues)  realizará, em Sergipe, entre os dias 9 e 13 do corrente mês, agenda de vistorias e monitoramento da implantação da primeiras Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas e Redução da Vulnerabilidade – URADs, nos municípios de Poço Redondo e Canindé de São Francisco.

Graças à cooperação com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), Sergipe é o primeiro estado a receber a estratégia URAD como alternativa prática de recuperação de áreas degradadas e combate à desertificação, inserida no contexto das políticas de combate à desertificação e mitigação dos efeitos da seca.

As primeiras URADs estão sendo implantadas nos municípios de Canindé de São Francisco e Poço Redondo, nos projetos de assentamentos de reforma agrária – Florestan Fernandes, João Pedro Teixeira, Modelo e Flor da Serra; e também na comunidade Quilombola da Serra da Guia, com investimento específico para as intervenções estimado no valor de 2,0 milhões de reais.

Nas URADs são desenvolvidas ações ambientais, sociais e produtivas, com intervenções para a recuperação e conservação do solo, água e biodiversidade; melhoria das condições do saneamento com instalações de unidades sanitárias; eficiência energética com eco fogões; e reforço das unidades produtivas das famílias, aproveitando o potencial das comunidades beneficiárias.

O MMA em conjunto com as instituições parceiras (INCRA, IBAMA, SEMARH, DNOCS e as Prefeituras de Poço Redondo e Canindé de São Francisco), cumprirá uma agenda de visitas às primeiras intervenções ambientais implantadas –  compreendendo a limpeza e construção de barragens sucessivas de pedras e cordoamento; e recuperação de nascentes. Também serão realizadas ações de treinamento, envolvendo, além da equipe das duas organizações contratadas para a implementação das ações de campo, os proprietários das áreas que estão recebendo as intervenções e os técnicos das instituições parceiras.